Geral

5G começa a operar em Porto Alegre até sexta-feira

Até sexta-feira (29/07), Porto Alegre e outras duas capitais brasileiras devem ter o sinal da internet 5G ativado em seus territórios. A previsão da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), no entanto, pode ser antecipada na capital gaúcha, segundo a Prefeitura.

“A data de disponibilização pela Anatel será na sexta-feira, mas há grandes chances de ser antecipada”, diz o secretário Germano Bremm, da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Urbanismo e Sustentabilidade de Porto Alegre (Smamus). O 5G deve entregar mais velocidade para baixar e enviar arquivos; reduzir o tempo de resposta entre diferentes dispositivos; e tornar as conexões mais estáveis.

Brasília foi a primeira cidade do país a contar com o chamado “5G puro”, oferecido na faixa de 3,5 gigahertz, que oferece a maior velocidade. Além de Porto Alegre, João Pessoa (PB) e Belo Horizonte (MG) devem ser as próximas cidades a receber a tecnologia. A previsão é que todas as capitais tenham o sinal ativado até o fim de setembro.

Segundo Moisés Moreira, conselheiro da Anatel, a Siga Antenado (entidade criada pelas operadoras Claro, TIM e Vivo, vencedoras da faixa de 3,5GHz do leilão do 5G) já concluiu a instalação de torres e de filtros para evitar interferência nessas três capitais. Testes começaram a ser feitos nesta segunda-feira (25), e não foi identificado nenhum impeditivo para a ativação do sinal nessas três capitais.

5G em Porto Alegre

Porto Alegre tem 291 antenas de 4G licenciadas, que podem ser substituídas por 5G de acordo com a demanda e os planos de cada operadora.

“As empresas, nesse momento, não disponibilizam onde vai ter o sinal 5G, porque isso é uma informação concorrencial, mas temos informação de que vai se concentrar na Orla do Guaíba, no Cais, no Centro Histórico e na redondeza do Instituto Caldeira, além de regiões como Bom Fim e Rio Branco, onde há grande adensamento populacional”, diz o secretário Germano Bremm, da Smamus.

Dez vezes mais rápida, a internet 5G exige de cinco a dez vezes mais antenas do que o 4G. As operadoras estão negociando com as concessionárias das placas de rua, da iluminação pública, de forma gradativa e em paralelo com as antenas privadas. Além das 291 antenas já licenciadas, Porto Alegre também está preparada para receber antenas 5G no mobiliário urbano, ou seja, em:

42 mil placas de rua
100 mil postes de iluminação
1,5 mil paradas de ônibus
170 relógios de rua

A obrigação das operadoras é instalar uma antena para cada 100 mil habitantes, mas a prefeitura estima que esse número será superado rapidamente.

Fonte: G1

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email