EstadoGeralImbéLitoralMeio AmbienteTramandaí

Reunião de emergência mobiliza lideranças contra revogação da Lei da Pesca de Arrasto

Uma reunião de caráter de urgência realizada na Prefeitura de Imbé, na terça-feira (07), envolveu lideranças políticas, pescadores, professores, vereadores, secretários e técnicos no assunto contra a tentativa de revogação da Lei da Pesca de Arrasto, que limitou a atividade pesqueira em redes atiradas no mar gaúcho. A legislação, aprovada pela Assembleia Legislativa gaúcha em 2018, ampliou de três para doze milhas de faixa oceânica onde a pesca é proibida e é defendida pelo prefeito Pierre Emerim. O chefe do Executivo recebeu as entidades no seu gabinete e criticou a tentativa do presidente da República, Jair Bolsonaro, de revogar a lei para beneficiar a indústria pesqueira de Santa Catarina e prejudicar a pesca artesanal gaúcha que gera emprego e renda para milhares de famílias dos litorais Sul e Norte do Estado.

“Entramos nessa luta em defesa da lei e a população do litoral e de todo o Estado irá abraçar essa causa. Não é agora que nossos pescadores estão recebendo mais renda e margem de lucro que irão nos prejudicar em benefício da indústria catarinense. Me preocupa que o presidente da República já tem posição e não quis ouvir os pescadores gaúchos. O presidente não é o dono da verdade. Existe justiça para definir se nossa lei é legal ou não. Não vamos abrir mão de defender os nossos pescadores e o ecossistema. A lei é correta e veio para ficar. A união é que vai nortear o sucesso da nossa empreitada, independentemente de partido A ou B. A nossa causa é contra o arrasto, essa pesca predatória, e é isso que iremos defender”, afirmou Pierre.

Mais de 50 pessoas estiveram presentes na disputada reunião que marcou o início das mobilizações contra a tentativa de revogação da Lei da Pesca do Arrasto. Um grande ato ficou marcado para o próximo dia 17 de agosto, às 10h, na Barra do Rio Tramandaí, em Imbé. Participaram do encontro o prefeito de Tramandaí, Luiz Carlos Gauto, o vice-prefeito de Imbé, Ique Vedovato, o coordenador da Frente Parlamentar em Defesa do Setor Pesqueiro da Assembleia Legislativa, deputado estadual Zé Nunes (PT), Comando Ambiental da Brigada Militar, Fórum da Pesca do Litoral Norte, Secretaria da Agricultura do Estado, Colônias de pescadores, sindicatos da categoria, veículos de imprensa, Emater e Ceclimar/UFRGS.

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Facebook
Facebook
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email