ÁUDIODESTAQUE AGORAImbéPolítica

Pompeo de Mattos trabalha na defesa e acredita na absolvição de vereadores de Imbé no TSE

Presidente estadual do PDT, deputado federal Pompeo de Mattos. Foto: PDT

O presidente estadual do PDT, deputado federal Pompeo de Mattos e que está atuando na defesa dos vereadores Fabricio Rebecchi e Leandro Candiago disse em entrevista à Jovem Pan News Litoral na tarde desta quarta-feira,18, que se manterá em Brasília nos próximos dias para analisar e buscar alternativas no sentido de fazer com que o TSE na casse os mandatos dos dois vereadores. “ Cada caso é único, mesmo que a decisão envolvendo vereadores de Valença do Piauí e que cassou 6 vereadores e ainda aplicou-lhes inelegibilidade por 8 anos tenha se transformado em jurisprudência, não acredito na cassação dos vereadores de Imbé” disse Pompeo.

Segundo o deputado, no caso de Imbé, houve uma denúncia do MP por conta da questão da cota de mulheres e no primeiro julgamento a juíza eleitoral Cristiane Stefanelo Scherer entendeu que houve fraude na candidatura das mulheres e cassou a chapa. No Tribunal Regional Eleitoral Pompeo assumiu o caso e conseguiu reverter a decisão por uma margem apertada e o Ministério Público Eleitoral recorreu ao TSE, onde o recurso está em sobrestado e aguardava o julgamento envolvendo os vereadores da cidade de Valença do Piauí, que foram cassados nesta terça-feira, inclusive com inelegibilidade por 8 anos devido a utilização de mulheres laranjas nas eleições de 2016 e esta decisão transformou-se em jurisprudência.

“ É claro que agora há um precedente, mas vale o que está nos autos e a tese no caso de Imbé é de que não há contaminação da chapa na utilização de mulheres laranjas e em relação a inelegibilidade, admitindo a hipótese de uma cassação dos vereadores de Imbé, não há nenhum fato que os torne inelegíveis, pois não há crime na minha ótica” disse Pompeo.

Pompeo disse que sua estratégia é adiar ao máximo o julgamento e fazer uma defesa na linha de absolvição pois os vereadores não deram causa ao fato.

CONFIRA O ÁUDIO DA ENTREVISTA

Sandro Sauer

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Facebook
Facebook
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email