ÁUDIOENTREVISTAS

Pompeo de Mattos diz cobrança de pedágio na BR 101 deve ser melhor debatido

Deputado Federal Pompeu de Mattos (PDT) - RS

O deputado federal Pompeo de Mattos (PDT) participou do Jornal da Manhã nesta quinta-feira,28, onde ele destacou sua atuação no caso envolvendo a CCRViasul e o fechamento dos acessos á rodovia BR 101 e demais rodovias de responsabilidade da concessionária. Segundo o deputado houve uma evolução nas negociações já que a empresa se mostrou propensa ao diálogo. “ Infelizmente não conseguiremos fazer com que todos os acessos não sejam fechados, mas já há uma adequação para que aquelas pessoas que estão ao longo da rodovia, muito antes da concessão possam ter um definição de futuro e de como poderá ser feito para que os acessos sejam regularizados”.

Pompeo afirmou que o problema foi deliberado, já que o planejamento para a concessão foi feito sem o devido esclarecimento a população. “ Houve audiências públicas, mas foram tão mal feitas que tudo ficou na obscuridade. Por exemplo na BR 386, em Montenegro, passando o Rio Caí, está sendo colocado um pedágio. E isto não foi informado nas audiências públicas e não há possibilidade de rotas alternativas prejudicando mais de 100 famílias que por ali residem. Tem muita malandragem  e maldade”.  Disse.

Na questão do pedágio de Três Cachoeiras, o deputado diz que é necessário uma discussão para que moradores do entorno que utilizam a rodovia durante todo o dia sejam isentos da cobrança. “ Na realidade pensou-se somente na ótica e no interesse da concessionária e para isto faremos uma audiência pública, pois não é possível que os moradores sejam penalizados com a cobrança. No Brasil a cobrança de pedágio não é justa, pois o motorista paga um valor por utilizar toda a extensão. Na Europa e EUA, por exemplo, se paga somente por trecho utilizado e não por toda extensão.” Finalizou.

As datas de audiências públicas e novas reuniões com a concessionária e órgão reguladores ainda não foram definidas, mas serão informadas em breve.

CONFIRA O ÁUDIO

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Facebook
Facebook
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email