ÁUDIODESTAQUE AGORATramandaí

Comissão de Combate à Informalidade da Fecomércio e Sindiótica alertam sobre comércio ilegal no Litoral

Foto: Gil Rosa

Tramandaí e Capão da Canoa receberam nesta terça-feira,3, integrantes do Sindióptica RS e da Comissão de Combate à Informalidade (CCI) da Fecomércio. Na ocasião foi apresentado os malefícios causados pela informalidade, os principais produtos piratas e entre eles, óculos, peças de automóveis, tênis e brinquedos. Foram debatidas medidas para solucionar os problemas promovidos pelo comércio ilegal, sobretudo na temporada de verão. Entre os temas em debate, as ações interinstitucionais com as entidades municipais, a concessão de alvarás para ambulantes que vendem produtos ilegais, os depósitos clandestinos e a instalação e a liberação de feiras itinerantes.

 A questão dos imigrantes senegaleses foi amplamente discutida e o diretor do Sindiótica Roberto Benedeti disse que ao contrário de outros imigrantes, os senegaleses não buscam o trabalho formal e descartam a legalidade e devem ser tratados como criminosos. Os mecanismos jurídicos necessários para autuar os crimes relacionados a ilegalidade, bem como a articulação e interlocução das entidades com o Executivo Municipal também foram discutidos.

Em Tramandaí, o encontro aconteceu na Câmara de Vereadores e reuniu fiscais tributários e secretários municipais de Cidreira, Balneário Pinhal e Tramandaí, além comerciantes de diversos ramos. Em Capão da Canoa a reunião envolveu os municípios de Capão e Xangri-Lá.

CONFIRA O ÁUDIO DA MATÉRIA

Sandro Sauer

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Facebook
Facebook
Twitter
Visit Us
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email