CidreiraDESTAQUE AGORANotícias

Câmara de Vereadores abre nova CPP contra o prefeito de Cidreira

Camara Cidreira dia 12

A Câmara de Vereadores de Cidreira abriu mais uma Comissão Parlamentar Processante durante a sessão ordinária desta segunda-feira,12. Esta é a 8ª comissão que investiga possíveis irregularidades praticadas pelo prefeito Alex Contini. A Comissão Parlamentar Processante  foi aberta após o recebimento de uma representação do cidadão Dalmo Machado Hausen Neto onde colocou que o prefeito de Cidreira, Alex Contini, estaria desde 2018 incorrendo em atitudes “nada republicanas” em relação a licitações e citou contratos firmados nos últimos 4 anos com a empresa Marta Regina da Silva Almada onde a prefeitura adquiriu matérias de construção. A representação alega que foram  muitos itens adquiridos e que estas compras não teriam sido comprovadas na sua utilização em reformas ou obras e não estariam em estoques.

A mesa diretora acatou a representação e imediatamente passou a formar a comissão com a escolha dos membros através de votação. Em sorteio, como presidente foi escolhido o vereador Evanio Couto Carneiro(PTB), relator o vereador Gilmar da Costa(PTB)  e membro vereador Gustavo Calderon(PTB). Inicialmente o vereador Carlos Bueno havia sido escolhido para ser membro, mas por ter sido secretário de Obras em 2018 foi substituído. A comissão tem  90 dias para finalizar os trabalhos e apresentar relatório.

Durante as explicações pessoas o vereador membro da comissão Gustavo Calderon disse  que as investigações propostas já estão sendo feitas pela CPI. “ Estranho uma CPP com a mesma matéria de uma CPI faltando 30 dias para o término da mesma. Além disto falamos em economia e um CPP necessita de advogado e temos que contratar e quem paga é o contribuinte. Vamos pagar advogados para investigar uma mesma matéria que já está na casa.” Disse Calderon informando que irá trabalhar dentro da legalidade.

O presidente da CPP, vereador Evanio Couto disse que a comissão vai  apurar os fatos respeitando a todos.

Estão em andamento outras 7 CPPs e uma CPI. Uma das CPPs, a de número 1, teve sua leitura e votação, que poderia culminar na cassação mandato do prefeito Alex Contini, barrada pela Justiça . A Comissão Parlamentar Processante tem o poder de cassar o mandato do prefeito caso haja elementos que comprovem irregularidades e a maioria dos vereadores assim decida.

A reunião foi conduzida pela vereadora Tati Zanoni(PP) como presidente, devido a ausência do presidente do Legislativo, Carlos Bueno(PP). A Câmara de Vereadores de Cidreira entrou em recesso e as sessões ordinárias retornam em 2 de agosto.

O prefeito deve ser comunicado da abertura desta nova CPP nas próximas horas.

JPN

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email