DESTAQUE AGORAOsório

Canil do 8ºBPM ensina menino portador de deficiência congênita a adestrar sua cachorra

No Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência (21 setembro) a Brigada Militar mostra exemplo de prática pela inclusão social. Iniciativa do Canil do 8º BPM tem levado alegria para o menino Kauã, de 15 anos, morador de Osório, no bairro Medianeira, e sua cadela Catarina, uma pastora alemã.

Kauã é portador de uma malformação congênita chamada artogripose e depende de cadeira de rodas ou andador para se locomover. Pela vontade de adestrar sua cachorra, no início deste ano ele foi conhecer o Canil do 8º BPM e ali nasceu a amizade com os policiais militares. Os brigadianos do Canil passaram a fazer visitas eventuais ao garoto para lhe dar instruções de como adestrar Catarina. Ela já aprendeu comandos básicos, como parar e sentar, e vem se comportando de maneira mais obediente para acompanhar Kauã quando ele sai em sua cadeira de rodas pelas ruas do bairro para se distrair um pouco com os amigos.

Kauã contou que antes da pandemia, levava Catarina para “gastar energia” na pista de atletismo da Vila Olímpica Municipal, perto de sua casa. “A gente corria lá. Eu segurava Catarina pela guia e ela me puxava na cadeira de rodas, assim eu acompanhava meus amigos nas suas bicicletas”, disse o garoto, que tem o sonho de ser policial.

O menino mora com a mãe, Dona Vera Lúcia Batista da Silva. É aluno do 8º ano de um colégio municipal e o transporte escolar da prefeitura busca Kauã para poder frequentar as aulas, que agora estão interrompidas pela pandemia.

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email