Estado

Carlos Nejar é patrono da Feira do Livro de Porto Alegre

A Câmara Rio-Grandense do Livro apresenta o poeta Carlos Nejar como patrono da 68ª Feira do Livro de Porto Alegre. O nome acaba de ser anunciado em coletiva de imprensa nesta manhã de segunda-feira (20/06).O patrono da edição anterior foi o filho do patrono atual, Fabrício Carpinejar.

A 68ª edição da Feira do Livro de Porto Alegre será realizada de 28 de outubro a 15 de novembro. Depois de dois anos em formato híbrido, a Feira volta a ser realizada de forma completamente presencial na Praça da Alfândega e arredores do Centro Histórico.

Carlos Nejar

Luís Carlos Verzoni Nejar nasceu em Porto Alegre, 11 de janeiro de 1939, é poeta, ficcionista, tradutor e crítico literário brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras e da Academia Brasileira de Filosofia. É graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Um dos mais importantes poetas da sua geração, Nejar, também chamado de “o poeta do pampa brasileiro”, considerado pelo critico literário Ronald Augusto como um dos três melhores poetas do seu estado no final dos anos de 1970, juntamente com Mário Quintana e Heitor Saldanha, destaca-se pela riqueza de vocabulário e pela utilização das aliterações, que tornam seus versos musicais. Lançou seu primeiro livro, Sélesis, em 1960. Como tradutor traduziu autores como Pablo Neruda.

Foi casado com a também escritora Maria Carpi com quem teve 4 filhos, atual esposa Elza Griffo Nejar, sendo também poeta e escritor o filho Fabrício Carpinejar. Em 1993, Nejar foi admitido pelo presidente Itamar Franco à Ordem do Mérito Militar no grau de Cavaleiro especial.[3] Em 2017, o poeta teve o nome indicado ao Prêmio Nobel de Literatura pela Academia Brasileira de Letras, que é credenciada pela Academia Sueca (Svenska Akademien), em Estocolmo, para fazer as indicações ao prêmio, porém, não conquistou o prêmio[4]. Sua indicação para o prêmio continua, contudo, na Academia Sueca, e outras entidades literárias continuam a manifestar apoio à candidatura do poeta.

Principais prêmios Literários

Prêmio Nacional de Poesia Jorge de Lima, do Instituto Nacional do Livro (1971)
Prêmio Fernando Chinaglia, da União Brasileira de Escritores (1974)
Prêmio Luísa Cláudio de Souza, do PEN Clube do Brasil (1977)
Prêmio Érico Veríssimo, concedido pela Câmara dos Vereadores de Porto Alegre (1981)
Troféu Francisco Igreja, da União Brasileira de Escritores do Rio para Amar (1991)
Prêmio Cassiano Ricardo, do Clube de Poesia de São Paulo (1996)
Prêmio de poesia da Associação Paulista de Críticos de Arte (1999)
Prêmio Monteiro Lobato e o da Associação de Críticos Paulistas, na área infanto-juvenil
Prêmio Jorge de Lima, da União Brasileira de Escritores (2000)
Prêmio Machado de Assis, da Biblioteca Nacional (2000)

 

Fonte: CP

Edição: Gabriela Prestes

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email