DESTAQUE AGORANotíciasTerra de Areia

Comissão da AL vai cobrar do governo solução para obras paralisadas em escola de Terra de Areia

Após relato da diretora da Escola Estadual Erica Marques, Vivian Vieira dos Santos, durante o período dos Assuntos Gerais da reunião da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia da Assembleia Legislativa, realizada em ambiente virtual na manhã desta terça-feira (24), o Colegiado decidiu cobrar da secretaria estadual da Educação (Seduc), através de ofício, a conclusão das obras no prédio escolar. A ação foi proposta pelo presidente da Comissão, deputado Carlos Búrigo (MDB).

Relato

A diretora da Escola Estadual Erica Marques, Vivian Vieira dos Santos, relatou que desde 2018 as obras já começaram e foram interrompidas três vezes. Segundo ela, o prédio tem precariedade na instalação elétrica, transbordamento de um esgoto a céu aberto no meio do pátio da escola e nos banheiros e sala administrativa. “Desde 2018, a cada abandono dos trabalhos novos problemas surgem e o prédio já sofreu mais de 20 arrombamentos”, mencionou.

A diretora contou que ainda em 2018 a Erica Marques foi contemplada com recursos do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), mas após três meses do seu início, as obras foram interrompidas pela empresa responsável pelo projeto. Ela disse que devido aos problemas, em 2019 a escola foi interditada e nova empresa assumiu as obras, suspendendo o serviço em julho de 2020, devido a demora de sete meses do Governo em autorizar a continuidade do processo.

A diretora informou que atualmente os 600 alunos se encontram precariamente instalados em um Salão de Festas de uma sociedade esportiva local, alugado pela Seduc, ou assistindo às aulas de forma remota. Vivian explicou que devido à falta de espaço no local alugado, os estudantes das séries finais do ensino básico e do ensino médio não puderam retornar às aulas presenciais ou híbridas.

A deputada Luciana Genro (Psol) afirmou que tem recebido inúmeras denúncias de atraso na conclusão de obras em escolas da rede pública, o que inviabiliza o retorno às aulas presenciais dos estudantes.

A deputada Sofia Cavedon (PT) acusou o Governo do Estado de descaso com as direções de escolas, com os estudantes e professores. “Em 2020 o Governo não colocou recursos para resolver estes problemas”, apontou.

O deputado Carlos Búrigo afirmou que o Estado deve priorizar a conclusão de reparos nos prédios escolares. “O Estado não pode deixar que problemas burocráticos possam prevalecer nestas situações de atendimento à demandas da comunidade escolar”, ponderou.

Indagado  pelo deputado Fábio Ostermann (Novo), o presidente Carlos Búrigo informou que a presença da Secretária de Educação Raquel Teixeira na Comissão foi transferida para a próxima reunião ordinária do Colegiado. Ele comunicou que pautou os seguintes temas para serem tratados com a secretária: planejamento e organização do retorno às aulas, nova matriz curricular do ensino médio; protocolos sanitários a serem cumpridos; contratação de trabalhadores na Educação e andamento das obras em escolas da rede pública de ensino. Búrigo afirmou que outros temas poderão ser abordados pelos parlamentares.

AL

 

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email