ÁUDIOENTREVISTASNotícias

Coordenador regional de educação orienta pais e comunidade escolar sobre mensagens falsas

A 11ª Coordenadoria Regional de Educação – CRE localizada em Osório e que abrange o Litoral Norte registrou nos últimos 45 dias entre 12 e 13 denúncias envolvendo ameaças falsas quanto à segurança dos estudante disseminadas, principalmente, por meio de aplicativos de mensagens. Em entrevista nesta sexta-feira (06/05), o coordenador da 11ª CRE, Fabrício Soares orienta os pais e alunos para que não repassem esse tipo de conteúdo e comuniquem o fato aos órgãos policiais para que possam chegar aos autores das fake news.

Segundo Fabrício, as falsas mensagens além de causarem insegurança aos pais e alunos, estão prejudicando o andamento da rotina escolar que já está sendo de adaptação para muitos estudantes devido ao período de afastamento durante a pandemia. “São mensagens anônimas colocadas em redes sociais, mensagens deixadas supostamente por carros, atrás de portas de banheiros das escolas. Todas eram falsas. Só que isso tem causado um grande transtorno, tem atrapalhado as atividades escolares e mobilizado as forças de segurança que poderiam estar atuando em outras demandas”, disse Fabrício.

O coordenador ainda orienta os pais para que caso o filho receba uma dessas mensagens que não repassem para outros. “Qualquer mensagem de ameaça que comuniquem imediatamente ou a direção da escola, ou a Polícia Civil ou a Brigada Militar, para que possa ser averiguado. Divulgar falsamente uma ameaça é crime, é algo que pode ser penalizado. Precisamos da colaboração da comunidade para identificar as pessoas que estão disseminando essas mensagens falsas”, afirma.

Ele ainda falou do período de adaptação delicado que os estudantes estão enfrentando após os dois anos de afastamento do ambiente escolar presencial e também orienta os pais sobre o comportamento dos filhos.  “É um momento difícil esse que nós estamos vivendo, de retorno das aulas 100% presencial. Peço muito a atenção dos pais em relação ao comportamento dos filhos, as amizades, principalmente, aquelas virtuais, que acompanhem a vida escolar deles, dediquem mais tempo para conversar com seus filhos, que os pais larguem as redes sociais que, neste momento, estão atrapalhando bastante”, alerta Fabrício.

Segundo o coordenador, os casos de covid19 nos ambientes escolares é outra preocupação, que voltaram a ser registrados tanto entre estudantes, como funcionários e professores. Confira, abaixo, o áudio completo da entrevista:

Texto: Gabriela Prestes

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email