DESTAQUE AGORAOsório

É o fim do Jogue Limpo com Osório? Incompetência administrativa?

Edilson Nunes - Secretário de Meio Ambiente, Agricultura e Pecuária de Osório | Foto: JP News

Ocorrerá nos próximos dias uma licitação para escolha da empresa que irá realizar a coleta de lixo no município de Osório. Entre algumas alterações na licitação, a que mais chama a atenção é em relação ao número de caminhões que a Prefeitura da cidade pretende colocar à disposição para realização da coleta. Para uma população estimada de 44 mil pessoas, o serviço é feito com 5 caminhões. Segundo informações da empresa responsável atualmente pela coleta, a JPTRES Empreendimentos e Urbanização, esse número já não é mais o ideal.

Um apontamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE) orientou que o número de caminhões fosse reduzido para 4 e que se alterasse os roteiros, o que foi feito pela empresa. Isso prejudicou o trabalho e começaram as reclamações.

E o que já era ruim irá piorar. Pois a Prefeitura de Osório, na nova licitação, quer diminuir o número de caminhões de 4 para 3. Além disso, quer que se reduza até a capacidade de carga dos mesmos para 12 metros cúbicos.

Em comparação com o município vizinho, Tramandaí, que tem uma população estimada de 47 mil habitantes, o trabalho é realizado com 5 caminhões de 15 metros cúbicos.

O município de Osório tem um programa denominado “Jogue Limpo com Osório” onde se destaca nos cuidados com a limpeza da cidade. Agora a própria Administração pretende economizar num dos setores mais importantes para a população.

Será o fim do “Jogue Limpo com Osório”?

Em entrevista à Jovem Pan News, o secretário de Meio Ambiente e Agricultura, o senhor Edilson Nunes Pires, ao ser questionado sobre a diminuição do número de caminhões e sua capacidade de armazenar de todo este lixo, apenas 12m³, disse que se não der certo, o município irá aditar o novo contrato exigindo mais um caminhão.

A população de Osório terá que produzir menos lixo.

Resposta muito semelhante aquela dada pelo presidente Bolsonaro ao dizer que “a população poderia ajudar o meio ambiente fazendo cocô dia sim, dia não.”

Infere-se que ao diminuir o número de veículos, a população deve diminuir a produção de lixo.

A Jovem Pan News continuará acompanhando o desenrolar dessa história e pretende, nos próximos dias, ouvir a opinião da população da cidade.

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email