DESTAQUE AGORANotícias

Entidades de proteção animal do litoral Norte são beneficiadas com recursos da Nota Fiscal Gaúcha

proteção animal

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Gabriel Souza (MDB) comemorou a ampliação de recursos para entidades protetoras de animais no Programa Nota Fiscal Gaúcha. O anúncio aconteceu nesta quinta-feira durante live promovida pelo governo do Estado.  O Programa Nota Fiscal Gaúcha (NFG) amplia, neste ano, os repasses a entidades assistenciais cadastradas. São 50% a mais em recursos, passando de R$ 14 milhões para R$ 21 milhões. Foram liberados, via suplementação orçamentária, mais R$ 7 milhões, que serão destinados a instituições que atuam nas áreas da saúde, educação, assistência social e proteção animal, como escolas, hospitais, Apaes, unidades de saúde, ONGs, entre outras.

Para entidades da área da Saúde e Educação o montante a ser distribuído passa de R$ 8 para R$ 12 milhões e na área de Assistência Social de R$ 6 para R$ 9 milhões, dentro deste segmento está o de proteção e defesa animal que amplia em R$ 400 mil anuais os recursos a serem repassados.

Segundo o deputado Gabriel Souza, em todo o RS são cerca de 90 entidades protetoras de animais cadastradas. No litoral Norte o número é baixo, apenas 4 são cadastradas.

Confira quanto cada entidade do litoral Norte já recebeu do Nota Fiscal Gaúcha-

Ong Pega Bicho- Cidreira- R$ 34.456,25

Animal Shelter Sap- Santo Antônio da Patrulha- R$ 45.914,00

Associação Torrense de Proteção aos Animais-Torres- R$ 39.563,10

ONG Te Amo Bicho- Tramandaí- R$ 1.555,72

Como as entidades participam do NFG

As entidades precisam se habilitar a participar na secretaria da área relacionada à atividade. A cada etapa do programa, dividida trimestralmente, a instituição pode conferir se a pontuação foi suficiente para a obtenção do repasse.

Para obter o maior número possível de pontuações, é imprescindível a divulgação das ações e projetos de forma que o cidadão, incluindo o CPF nas notas fiscais na hora das compras e indicando a entidade como destinatária da pontuação, apoie essas iniciativas.

Se a entidade tiver direito a receber o valor trimestral, a última etapa é a aplicação dos recursos em ações e projetos, prestando contas e incentivando a participação da comunidade.

RS/JPN

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email