Geral

Família de Dom Phillips, jornalista assassinado na Amazônia, faz agradecimento especial a indígenas por ajuda em busca

A família de Dom Phillips emitiu, na manhã desta quinta-feira (16/06), um comunicado após o anúncio de que os corpos do jornalista e do indigenista Bruno Pereira foram encontrados. O superintendente da Polícia Federal (PF) no Amazonas, Alexandre Fontes, confirmou na noite de quarta-feira (15/06), em uma entrevista à imprensa, que Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como “Pelado”, confessou ter assassinado o indigenista Bruno e o jornalista inglês Dom Phillips.

O avião com os restos mortais encontrados no local das buscas pelo indigenista brasileiro Bruno Araújo Pereira e o jornalista inglês Dom Phillips deve chegar a Brasília na noite desta quinta-feira (16/06). Eles estavam desaparecidos desde 5 de junho na região do Vale do Javari, na Amazônia.

Os restos mortais encontrados enterrados no local indicado por Amarildo foram encaminhados para perícia em Brasília. Sian Phillips (irmã de Dom), Gareth Phillips (irmão), Paul Sherwood (parceiro de Sian), Helen Davies (cunhada), Domonique Davies (sobrinha) e Rhiannon Davies (sobrinha) assinaram um texto no qual dizem estar “de coração partido com a confirmação de que Dom e Bruno foram assassinados”. A família que mora na Inglaterra também prestou solidariedade aos familiares de Bruno, agradeceu a todos os que participaram das buscas — em especial, aos indígenas — e pediu privacidade neste momento.

“No devido momento iremos apresentar nossas perspectivas sobre essas vidas corajosas e o importante trabalho desses homens extraordinários, mas neste momento, nós pedimos que representantes da mídia permitam à família alguma paz para lidar com privacidade com o que aconteceu com nosso amado Dom”, afirmaram os familiares. Eles ainda compartilharam o link para um financiamento coletivo emergencial para ajudar os familiares.

Leia comunicado na íntegra:

“Comunicado da família de Dom Phillips baseada na Inglaterra em relação ao anúncio de que os corpos de Dom Phillips e Bruno Pereira foram encontrados.

Dom Phillips e Bruno Pereira desapareceram durante uma viagem de pesquisa em Javari, na região da Amazônia, em 5 de junho de 2022. No começo desta manhã, fomos informados que dois corpos foram encontrados em uma localização remota após a confissão de um dos homens que estava detido.

Estamos de coração partido com a confirmação de que Dom e Bruno foram assassinados e estendemos nossas sinceras condolências a Alessandra [Sampaio, mulher de Dom], Beatriz [Matos, mulher de Bruno] e outros familiares brasileiros dos dois.

Agradecemos a todos que fizeram parte das buscas, especialmente os grupos indígenas que trabalharam incansavelmente para encontrar evidências do ataque.

No devido momento iremos apresentar nossas perspectivas sobre essas vidas corajosas e o importante trabalho desses homens extraordinários, mas neste momento, nós pedimos que representantes da mídia permitam à família alguma paz para lidar com privacidade com o que aconteceu com nosso amado Dom.

Pedimos atenção para esse financiamento coletivo emergencial para as famílias.

Sian Phillips (irmã de Dom)
Gareth Phillips (irmão)
Paul Sherwood (parceiro de Sian)
Helen Davies (cunhada)
Domonique Davies (sobrinha)
Rhiannon Davies (sobrinha)”

Reconstituição

Segundo a PF, Amarildo fez a confissão na noite de terça, quando narrou em detalhes o crime. Durante o dia desta quarta, ele foi levado até o local onde enterrou os corpos. Ele também indicou onde afundou a embarcação que era usada por Bruno e Dom, mas a polícia só deve ir ao local nesta quinta-feira (16/06) para retirar a embarcação.

O restos mortais foram achados cerca de 3,1 km de distância de onde itens pessoais do indigenista e do jornalista, como cartão de saúde e notebook, haviam sido encontrados dias atrás.

Fonte: G1

Edição: Gabriela Prestes

 

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email