Estado

Governo lança programa para qualificar mulheres empreendedoras

No Dia Internacional da Mulher, nesta terça-feira (08/03), o governo do Estado, por meio da Secretaria da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social, lançou o programa Mulheres Empreendedoras, que vai ofertar, inicialmente, cursos gratuitos de qualificação, com metodologia acessível, para 1.400 mulheres em todo o Estado.

“O projeto que lançamos aqui hoje vai qualificar mulheres para geração de emprego e renda. A capacitação é um importante passo para a inserção feminina no mercado de trabalho. Além de planejar e desenvolver seu negócio, cada participante terá acompanhamento por 180 dias após a realização das atividades”, afirmou o governador em exercício Ranolfo Vieira Júnior, que também reforçou a importância da remuneração das mulheres no enfrentamento à violência. “Iniciativas como este programa são fundamentais como redes de acolhimento às mulheres, que muitas vezes dependem financeiramente de seus agressores”, disse.

O programa já inicia com todas as vagas preenchidas. Sendo assim, durante a solenidade, Ranolfo autorizou o encaminhamento de uma segunda fase da iniciativa para abertura de nova turma. Em sua fala, também exaltou os importantes papéis de decisão ocupados por mulheres na administração do Estado, que, com competência, quebram paradigmas e estigmas sociais.

Secretária da Igualdade, Cidadania, Direitos Humanos e Assistência Social, Regina Becker reforçou a importância da qualificação feminina. “O programa Mulheres Empreendedoras potencializa a reconhecida capacidade organizativa de solidária das mulheres para que possam conquistar a sua autonomia financeira”, disse.

Também destacou a relevância da data, em contexto atual. “Neste 8 de março, dia que marca a luta das mulheres, estamos novamente vivenciando uma guerra. As mulheres não compactuam com a lógica masculina destrutiva, amparada no poderio militar, produto da ganância de líderes mundiais que seguem paradigmas ultrapassados de desrespeito absoluto com os compromissos humanitários que deveriam reverenciar. Este não é o mundo que as mulheres querem. As mulheres morrem porque são mulheres, são assediadas porque são mulheres, têm uma vida financeiramente difícil porque são mulheres. Essa é a nossa luta”, acrescentou a secretária.

O evento, na manhã desta terça (8) no Palácio Piratini, contou com aula inaugural “Empreendedorismo feminino em busca da igualdade de gênero”, ministrada por Cátia Maria Nehring, reitora da Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí). A Orquestra Jovem do Rio Grande do Sul, composta por jovens mulheres, abrilhantou o evento apresentando as canções “Como nossos pais” e “Maria, Maria”.

O programa Mulheres Empreendedoras é realizado em parceria com a Fundação de Integração, Desenvolvimento e Educação (Fidene), da Unijuí. O projeto objetiva dar às mulheres ferramentas para o empreendedorismo, por meio da elaboração e desenvolvimento de planos de negócios, finanças, inovação, marketing e e-commerce, além do desenvolvimento de ideias, projetos e empreendimentos sociais, tradicionais e culturais, visando maior participação feminina nos processos de geração de trabalho e renda.

Serão 1.680 horas de qualificações que permitirão a criação de novos negócios, identificação de oportunidades e constituição de equipes que pensem em novos modelos e oportunidades de negócio. Ao longo das capacitações, as mulheres também receberão consultorias individuais para unir teoria e prática. Após o término dos cursos, as mulheres terão 180 dias de acompanhamento em seus projetos de negócio.

 

 

Fonte: Secom RS

Edição: Gabriela Prestes

 

 

 

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email