DESTAQUE AGORANotícias

Paralisação de funcionários afeta coleta de lixo em Porto Alegre

Garis Poa

Diversas ruas e avenidas de Porto Alegre amanheceram com lixo acumulado nas calçadas nesta quarta-feira (9). O motivo é a paralisação de funcionários da empresa responsável pela coleta domiciliar paralisação de funcionários da empresa que interromperam os trabalhos na terça (8) reclamando de falta de férias e do não pagamento do benefício. Por volta das 7h, funcionários voltaram a se concentrar em frente à garagem da empresa responsável pela coleta, a B.A. Meio Ambiente, na Rua Caldeia, no bairro Sarandi. Eles reclamam também da falta de manutenção dos caminhões usados em serviço. Cerca de 40 bairros foram atingidos.

A chamada coleta automatizada, dos contêineres, não foi afetada e segue funcionando normalmente.

A prefeitura de Porto Alegre pediu ao Ministério Público do Trabalho(MPT) a mediação de uma negociação para a retoma da coleta domiciliar. Será acionada ainda a Defensoria Pública para representar os trabalhadores, que a maioria é de imigrantes do Senegal e do Haiti.

Segundo o secretário de Serviços Urbanos de Porto Alegre, Marcos Filipi Garcia, a empresa B.A. Ambiental atua na cidade há 6 anos e está em contrato renovado de forma emergencial nos últimos 4 anos. Segundo Garcia uma licitação está em andamento para a contratação de nova empresa para prestação do serviço com novas tecnologias. Ele informou que todos os pagamentos da prefeitura  para a empresa estão rigorosamente em dia.

O DMLU montou uma equipe própria com 33 caminhões caçamba para cumprir os 42 roteiros e evitar o acúmulo de resíduos. A previsão é de que o serviço seja normalizado nesta quarta-feira, 9.

O prefeito da Capital, Sebastião Melo usou as redes sociais informando que está tomando todas as atitudes para a normalização dos serviços.

Os gestores do litoral Norte devem ficar atentos a situações semelhantes, já que muitas licitações são vencidas por empresas que colocam o preço extremamente baixo para garantir o serviço e depois tem dificuldades em manter a qualidade do mesmo e até mesmo o pagamento de salários em dia.

 

JPN

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email