ImbéLitoral

Plano de uso para praias pode ser proposto ao governo do RS buscando flexibilização

Várias frentes de trabalho, oriundas do Litoral estão se articulando para tentar amenizar as restrições do governo do RS – que fecham a possibilidade de “ficar” na praia durante decreto (o qual está valendo até o dia 15 de dezembro, terça-feira, mas que podem ser renovadas por mais um período). Se o decreto for prorrogado, adentraria nas festas de fim de ano – tempos que a maioria das pessoas costuma vir para as praias.

A presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares do Litoral Norte (SHRBS LN), Ivone Ferraz, desde o decreto do governador, há dez dias, tem se posicionado de forma peremptória contra as medidas em geral, principalmente as que atingem o segmento de turismo de verão. Ivone publicou um vídeo em seus perfis das redes sociais onde externa sua indignação.

Também pela região, a líder sindical está mobilizando a imprensa para formar opinião entre os operadores dos negócios que dependem do turismo de veraneio. Com queda das reservas, já se projeta diminuição pela metade no movimento dos hotéis (e similares) no período – se for mantido o decreto do governador Eduardo Leite – situação que os operadores de Turismo buscam tentar reverter.

 

 

Fonte: SHRBS LN

 

 

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email