DESTAQUE AGORAImbéNotícias

População reclama de falta de água em diversos pontos do litoral Norte

A população do litoral Norte e visitantes estão sentindo nas torneiras um problema já tradicional nesta época do ano: a falta de pressão e até mesmo a falta de água em determinados momentos. Nesta quinta-feira, 30,  em Imbé houve falta de água em diversas localidades a partir do final da tarde até o inicio da madrugada. A falta de pressão nas torneiras iniciou há pelo menos 3 dias nos horários de maior utilização como por exemplo, no final da tarde.

A Corsan publicou em seu site oficial uma matéria sobre o assunto, onde diz que a estiagem e os baixos níveis dos mananciais de captação são os principais problemas e pede compreensão e auxilio da população.

A severa estiagem que atinge várias regiões do Rio Grande do Sul afeta também o Litoral gaúcho. A Companhia vem trabalhando 24 horas por dia e tomando todas as ações necessárias para garantir o abastecimento durante o veraneio.

Nesse contexto crítico, é vital a cooperação de toda a população, praticando o uso responsável da água e evitando desperdícios. Com esse propósito, está circulando uma campanha de conscientização da Corsan, intitulada Verão 360°. A campanha se alinha ao movimento Água 360° e sugere cuidados com a água e o meio ambiente, tais como: não lavar o carro nem a calçada; não tomar banhos demorados; e não deixar a torneira aberta se não estiver usando.

Em Tramandaí, o manancial de captação de água está com nível muito baixo e acabou influenciando em alterações nas características da água. Essa questão interfere diretamente no tratamento da água captada pela Corsan, visto que já estão sendo necessários incrementos na aplicação de produtos químicos, um maior tempo no tratamento e redução da capacidade de produção, resultando no desabastecimento em determinados pontos da cidade e diminuindo a pressão da água disponibilizada.

A equipe técnica da Companhia está monitorando essa variação do manancial e, a partir disso, realiza todos os ajustes necessários. Também está sendo acionado o serviço de caminhão-pipa para situações emergenciais. Como medida de contingência, está sendo montada uma captação em balsa com auxílio de equipes de mergulhadores, visto que a balsa permite instalar bombas mais para dentro da lagoa e com isso captar água numa maior profundidade.
Além disso, a Corsan realiza ajustes nos tipos e quantidades de produtos químicos, a partir de cada local, para conter as alterações da qualidade do manancial. A ação está acontecendo em todas as ETAs da região litorânea, pois todas tiveram mudanças nas condições da água recebida.

 

JPN/Corsan

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email