ÁUDIOENTREVISTASNotícias

Vereador de Osório, Ricardo Bolzan fala sobre a audiência pública da reposição salarial dos municipários

Em entrevista à rádio Jovem Pan Litoral, nesta sexta-feira (13/05), o vereador de Osório, pelo PDT, Ricardo Bolzan destacou os principais pontos debatidos durante a Audiência Pública solicitada por ele, para discutir a Revisão Geral Anual dos Servidores Públicos Municipais realizada na noite da última segunda-feira (09/05), na Câmara de Vereadores de Osório. Segundo o vereador, o reajuste adequado pela perda da inflação, seguindo o IPCA, como prevê a lei,  seria de 10,38%, porém o Executivo se propõe conceder apenar 7%.

“A reposição pela perda inflacionária é garantida por lei no Artigo 37, Inciso 10 da Constituição. A inflação no país está acima de 12%. Para um aposentado, principalmente, está muito difícil”, explicou. Servidores públicos municipais lotaram o plenário da Câmara durante a realização da audiência pública que teve a participação de todos os vereadores, de representantes do sindicato dos servidores municipais e também do prefeito, Roger Caputi.

“Não saí satisfeito da audiência, saí preocupado com a postura do prefeito. A gente trouxe um debate para uma oportunidade do prefeito explicar, dizer os motivos de não conceder os 10,38%. Ele disse que não pode dar o reajuste porque deu o vale alimentação. São coisas diferentes. A reposição está garantida em lei”, disse o vereador. “Do ponto de vista econômico e político, esse reajuste voltaria para o município porque esse servidor vai gastar no supermercado, no comércio de Osório”, afirmou.

Ele ainda disse que há 18 anos que os servidores não precisavam reivindicar a reposição, que os governos anteriores sempre concederam os índices corretos e que juridicamente, para evitar apontamentos, o próprio Tribunal de Contas dá um quadrimestre para adequações. Confira, abaixo, o áudio da entrevista:

Redação JP

Siga e curta a JP News nas redes sociais:
Twitter
Visit Us
Follow Me
YouTube
YouTube
RSS
Seguir por Email